22 fevereiro, 2010

Nada melhor pra fazer!

Noite de domingo.
Nevava lá fora, e meu colega de casa - o Charles - não trabalhava naquele noite.
Olimpíadas de Inverno na TV, ninguém com vontade de cozinhar, e o sistema de rádio flash da Pocket Wizard (que tinha chegado há quase uma semana) ali ao lado, pedindo para ser testado. Charles, que tal passar um gel no cabelo e vamos fazer uma foto?
Ele se empolgou tanto com a idéia que foi até buscar lenha lá fora, pra fazer fogo na lareira - ele não sabia, mas assim tinha criado mais uma fonte de luz pra me preocupar.



Bem, a câmera foi a Canon 5Dm2, lente 24-70mm f/2.8L USM (em 70mm), flash Canon 580EX II no tripé (acoplado no transceiver/receiver FlexTT5-Canon da Pocket Wizard) e na câmera mandando o sinal pra esse flash, o transceiver MiniTT1-Canon também da PW.
Como eu tinha a disposição apenas um flash, precisei utilizar as luminárias da sala (incandescentes, uma com lâmpada de 100W como luz de fundo/parede, e outra com 150W de contra, nas costas do Charles). Assim, a única fonte de luz que eu conseguia ter controle total era o flash. Dessa forma, medi com o fotômetro da câmera a exposição da parede: velocidade 1/60, f/ 3.5 e ISO 640. Aproximei a luminária do contra, e o flash - que afinal era minha luz principal, iluminando o rosto - ficou em M com 1/32 de potência, em zoom 105, a uma distância inferior a 1 metro. Também coloquei nele um filtro 1/2 CT Blue para acentuar o contraste das diferentes temperaturas de cor, e na câmera o WB foi em K, 4100 (para as luminárias ficarem ainda mais quentes).
Resolvido isso, veio a parte mais difícil: conseguir a intensidade ideal de fogo na lareira, com madeiras completamente encharcadas pela neve. Queimamos quase tudo que encontramos de papel pela casa.
Ah... e o detalhe da taça: um suco de morango mas tão, tão artificial, que chega a manchar a pele. Achei que ficou num tom legal, compondo com a luz e o cenário um clima de inverno. Sim, inverno... alguém aí está com saudades dele?

4 comentários:

Carlos Gandara disse...

Seria pedir muito ter idéia de qual a diferença de temperatura entre a frente e o fundo ?
Dá pra imaginar ?

Leandro Badalotti disse...

Bem, a chama da lareira fica em torno de 1000 a 2000 K.
As luminárias entre 2500 e 3500 K.
E o flash, originalmente, fica entre 5000 e 5500 K. Com a gelatina azul, certamente esse valor sobe bastante. Precisamente quanto? Ai já não sei. (Me aparece cada um aqui, hein... que pergunta!)

Carlos Gandara disse...

Só quis dar um tom mais técnico ao blog, vai que o Joe resolve dar uma olhadinha aqui, ficará impressionado.

Wilian disse...

Parabéns pelo registro, muito bem feito.